Pular para o conteúdo principal

TURNÊ TOUR


Domingo chuvoso na cidade de Salvador e jogo do Vitória contra o Palmeiras, o evento parecia está fadado ao fracasso. Tinha recebido a informação privilegiada de que o show atrasaria, por isso, deixei para sair de minha residência um pouco mais tarde, contudo, mesmo chegando "tarde" o local estava vazio, e sem as bandas, porém, pude conferir que os equipamentos estavam todos montados, ou seja, o show não atrasou por esse motivo, conversei com pessoas envolvidas no evento que me informaram que o motivo do atraso era o fato dos yun fat's e os leptospirore's terem tocado no dia anterior em Maceió (AL), e devido a isso o translado atrasou um pouco, o que por conseqüência atrasou o show em nossa terrinha. O público ainda estava pequeno, e parecia que continuaria assim, aos poucos foram chegando mais pessoas, tudo num clima de amizade mesmo, todos conversavam e trocavam figurinhas o que deixou a espera mais agradável. O novo clima do ROCK'N SANDWICH BAR está bem legal, assim como a nova administração, mais simpática diria, o que para nós clientes importa bastante.

Com um público modesto e acanhando a YUN FAT inicia sua apresentação, num clima bem de barzinho, os queridinhos da Bahia, todos sentados em seus respectivos banquinhos, salvo o guitarrista Marcelo Adam, começam com a versão de "Sunday bloody Sunday" do U2, logo depois tocaram a clássica “He Wants A Bullet Between His Eyes”, e um detalhe ambas as músicas contaram com a presença de outro guitarrista além do Marcelo, o que deu um peso maior as mesmas e deixou uma dúvida no ar: Seria essa nova formação? Bem, o show continuou, sem o segundo guitarrista e pude perceber o porque a Yun Fat não consegue ser uma banda de bossa nova: os caras não conseguem ficar sentados apáticos em seus banquinhos. Superando o cansaço da viagem e indo de encontro ao público frio Hiram e Paulo levantam-se e põe as cabeças para balançar!!!COME ON HEADBANGERS! Os caras ainda apresentaram uma música nova, que me pareceu, na parte rappeada, bastante influenciada por Beastie Boys, e tocaram uns grinds no melhor estilo Napalm Death, tocaram ainda “Her Hand Is Having Goodbye", porém numa versão nova ITAPOÃ!

Fazendo o show de divulgação do recém lançado, "Nada é tão ruim que não possa piorar", o setlist da HOJE VOCÊ MORRE foi basicamente o EP, salvo a música nova, cujo o título fugiu da minha memória, porém não fugiu de minha memória a pegada thrash dessa música, ficou excelente!!!Jera Cravo, está tocando cada vez mais forte, algo que me agrada bastante, as quebradas também que tem na música ficaram bem legais. No mais a hoje você morre fez um show rápido, as músicas quase que colada uma na outra, e apenas reafirmaram a competência e qualidade do som que fazem.

Chega a hora dos paulistanos da LEPTOSPIROSE, que chegaram a Salvador com sua TURNÊ TOUR, divulgando o Cd lançado pela Laja Records "Mula Pôney". Os caras dividiram o set em três atos, sendo que tocaram em cada atos as músicas coladas, no melhor espírito PLAY FAST OR DIE!! É bem legal quando conseguimos associar um determinado tipo de música a um selo, sem sombra de dúvidas outro selo não poderia ter lançado os caras se não a Laja O som é totalmente embriagado e sujo, confesso que preferia a banda no estilo da música de abertura, total thrash avassalador, todavia, com o decorrer do set pude perceber que o som dos caras se assemelha muito com Os Pedrero e Guitarria, aquele rock and roll distorcido e forte. Os músicos do Leptospirose são um caso a parte, todos dão uma verdadeira aula de música, os caras conseguem misturar ao som rápido pegadas de Jazz. O baterista é sensacional, toca rápido, forte e com técnica, o baixista então...O cara tocar música rápida sem palheta, só no dedo e nos sleeps cabulosos, pra quem gosta de ver bom músicos um prato cheio, e pra quem gosta de um som sujo e rápido mais ainda! A apresentação dos caras foi tão satisfatória que após o terceiro e último ato o público demonstrou interesse em um bis, e havendo esse interesse rolaram uns covers.

O show acabou num horário legal para um domingo, o lugar é agradável, o preço estava razoável, entretanto, como de costume o lugar sem o público que realmente merecia, e o público bem acanhado. Faltaram os goguentos para abrilhantarem a noite.
Na foto: Leptospirose

Comentários

Garota do jornal disse…
Eu com minha lerdeza não fui.
Ótima a resenha. Tá na prática hein, pivete! Massa mesmo. Mas eu duvido que o jogo do vice tenha impactado em aguma coisa.. Apenas alguns Palmeirenses não foram... bleh!

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…