Pular para o conteúdo principal

Cobertura: Soteropoliqueer‏

Texto: xDudux

Fotos: Divulgação



Quinta feira e nem era véspera de feriado e lá vai eu pra esbórnia. Ia rolar no Sunshine a primeira edição do Soteropoliqueer, que trouxe pra SSA o querido e internacional Paulo Belzebitchy, dentre outras atrações.



Em que pese haver uma fila escrota do lado de fora para comprar o ingresso ao adentrar o espaço percebi que não estava tão cheio assim, já estava rolando uma dee jay, que não sei o nome, mas que era pura animação, interagia o tempo todo com a galera que estava na pista e em alguns momentos desceu para gandaia, o set muito bem apropriado e tão animado quanto a mesma. Foi um excelente aquecimento para o que viria.


Adriana Prates já estava no palco e em pouco tempo ele viria a subir, Paulo Belzebitchy - http://soundcloud.com/paulobelzebitchy - o mais punk dos punx, veio naquele estilo escroto e ácido romper com a moral baiana e chocar o sistema, claro que muito glamour e alegria. O novo trampo dele é um tanto quanto diferente do que ele fazia no Solange Tô Aberta, musicalmente falando, é mais pesado e muito mais hardcore, soco nas fuças mesmo, entretanto, ideologicamente falando continua na mesma linha, difundindo a cultura Queer de uma forma gostosa e fácil de absolver.




No telão rolava diversas imagens interessantes, anti-homfobia e pró libertação animal, de Queers Punks e algumas imagens das apresentações de Paulo na Europa, pra quem não sabe Paulo atualmente reside na Alemanha.




A performance de Belzebitchy é um show a parte, sensualidade e agressividade bailam juntinhos no show do cara, empolgação eu nem preciso citar, quem estava no show viu o quanto ele estava empolgado quando tocou "Homophobia is so Gay" e desceu pra pista para pogar no melhor estilo punk nervoso!!! Essa faixa pra mim é a mais agressiva do novo trabalho dele, inclusive fiquei me contendo para não sair doidão pogando lá, porque o público estava tão apático que não queria incomodar. Lógico, que haviam exceções na frente do palco, onde o baile estava quente e animado. Paulo ainda executou músicas da época do Solange tô aberta, como "Dança da Siririca", que deu uma animada na galera.


Bom foi ver que no final do show, o set bem curto ainda, a galera estava sedenta por mais Belzebitchy e ai ele voltou repetindo algumas faixas, como "Pink Money" dentre outras, parece que nesse segundo bloco o público estava mais solto e mais animadinho.



Adorei o show!!!Sou pagapau oficial de tudo que Paulo Belzebitchy e estava, desde quando ele me passou a primeira faixa gravada desse novo trabalho, empolgado para ver ao vivo, acho que numa segunda oportunidade aqui em SSA o show será mais quente, pelo fato da galera já conhecer melhor as músicas, no mais o show foi um excelente cartão de visitas para os desavisados que ainda não tinham escutado as músicas do trabalho solo dele, sem contar que a dupla Adriana Prates e Paulo Belzebithcy funcionam muito bem.



Após ainda rolou a discotecagem com Mauro Telefunksoul, que destruiu nas pick ups, fiquei de cara com a precisão dele no comando dos toca-discos, pena que não pude ficar por mais tempo pois sexta tinha que trabalhar super cedo.



Videos do show de Paulo Belzebithcy:




"Baixa o nível"


http://www.youtube.com/watch?v=Q27abF8xXhs&feature=share




"O Poder que a bixa tem"


http://www.youtube.com/watch?v=r0SXOrH_rZg




"Saí do lombo do cavalo"


http://www.youtube.com/watch?v=Yh9JS9Lmm8M&feature=youtu.be




"Dança da Siririca"


http://www.youtube.com/watch?v=GiuYLbQPS-c&feature=youtu.be




"Punk de Boutique"


http://www.youtube.com/watch?v=QOvaFlqoaOc&feature=youtu.be




"Pink Money"


http://www.youtube.com/watch?v=3xG0pwpiikc&feature=youtu.be




"Homophobia is so Gay"


http://www.youtube.com/watch?v=0KcHFy45i5E&feature=youtu.be

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Festival Big Bands 2012

Texto: xDudux
Fotos:Quina Cultural, Igor Filgueiras, Mari Martins
No dia 26/10/2012 foi dado o pontapé inicial para mais uma edição do  Festival Big Bands. Na sexta não fui, pois estava torcendo pro glorioso leão e no domingo também não deu pra comparecer já que estava na celebração da décima edição da batalha de rimas Maisum, entretanto não poderia deixar de ir a pelo menos um dia desse tradicional festival e me restou ir no sábado (27/10), onde dentre outras bandas teria a gigante Headhunter D.C., banda local de death metal com prospecção e respeito nacional. Sim por esse show com certeza já teria valido à pena minha ida a Praça Tereza Batista, mas ainda teriam outros atrativos nessa tarde/noite.
A banda de abertura foi a Hessel -http://www.myspace.com/hesselrock - banda instrumental local que seguindo nossa tradição de bandas instrumentais é muito boa! Os caras abusam, sem medo de ser feliz, de efeitos e pedais, dando um resultado final que é uma delícia musical de primeira linha, que …