Pular para o conteúdo principal

Vivendo do Ócio comemora


Praticamente um festival rocker o evento Vivendo do Ócio comemora foi demais!Além de uma miscelânea de bandas e vertentes do rock, um grande e animado público lotou os dois pisos da casa de shows Boomerangue.
Foi difícil elaborar essa resenha pois muitas das apresentações eu não pude ver por completa, por um motivo óbvio: Ainda não sei como me dividir em dois, não que eu não tenha massa corpórea suficiente para isso.

Antes do show pausa na porta do Boomerangue para risadas, resenhas, gastações e óbvio um bela chupada de picolé sabor Cajá (Capelinha Pride!), e nesse tempo me avisaram que OS ALGAS - http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=8653 -já estavam tocando, foi quando decidi entrar na casa de shows. A banda me impressionou muito, pois esperava algo totalmente diferente, o som dos caras é muito bem feito, principalmente aqueles com uma pegada skacore, acho que a banda deveria manter esse estilo e abandonar as músicas mais pesadas, já que as skacores são bem melhores e combina bem mais com a banda. Outro ponto que me chamou a atenção foi a originalidade do visú dos caras, nada de fantasias, acredito que os caras são aquilo mesmo que estava no palco, admiro isso. Gostei muito da pegada de todos na banda, em especial do baterista que arrupiou e do vocalista, vocal melódico bom aqui em Salvador é raro, por isso sempre gosto de pagar um pau. O show foi bem curto, uma pena, e como de costume grande parte do público preferiu ficar do lado de fora a ver uma boa banda de abertura. SE FUDERAM!

Foi acabando Os Algas e eu indo direto para o Palco 1, onde já se apresentava a banda que disseram ser a HUPPER - http://myspace.com/bandahupper - Por que eu digo disseram ser, pois a Hupper que conheço era uma banda na pegada do Blink 182, Sum41 essas bandas pop/punk, porém a banda que estava tocando no Palco 1, cruzou a barreira do pop/punk, para o pop meloso e chato. Outra novidade dessa nova Hupper, é que agora quem assumiu os vocais da banda foi um garota, que tem um bom vocal até, mas definitivamente não é minha onda. Percebam que nunca fui muito fã da antiga Hupper, mas confesso senti saudades ao ver a nova Hupper estilo Malhação.

Ufa, terminou!E o sobe desce gostoso do Tomanacara no Boomerangue continua. Dessa vez consegui pegar meu primeiro show completo do dia, era a primeira apresentação da banda VOCÊ ME EXCITA - http://myspace.com/vocemeexcita - nome libidinoso e um visual moderno fazem parte dessa banda formada por integrantes de outras bandas da cena rocker soteropolitana, como Rotos e O Quarto. A banda começa com uma música instrumental, na verdade era mais uma intro, pra galera ir entrando no clima, nessa hora já havia um público considerável que olhavam atentos o show dos caras. Começa a primeira música: "PUTA!"(?) grita empolgado o baterista, ele deve ter tido seus motivos, mas soou bem engraçado. A Você me excita apresenta um som bem na linha de bandas de rock londrinas, indierock, inclusive com passagens bem semelhantes a anfitriã Vivendo do Ócio, os caras são competentes no estilo que se propõe a fazer, Mateus inclusive me surpreendeu tocando guitarra e cantando, bem melhor do que tocando bateria, e o baterista toca forte e com vontade, gosto disso, ao contrário disso tudo o baixista parecia uma estátua, creio eu que por receio de errar algo.

No Palco 1 se apresentava a Hardcall, porém como queria ver muito o show da LUMPEN - http://myspace.com/xxxlumpenxxx -, ou pelo menos parte dele, preferi ficar embaixo esperando. A banda demorou a subir no palco pois ocorreram alguns probleminhas pré-show, com Fabiano Passos (guitarrista). Sobe ao palco a Lumpen, desfalcada nos vocais, pois, devido a compromissos profissionais Robson Caldas não havia chegado. Uma coisa que me faz ter tezão no hardcore é isso, nunca abaixar a cabeça! A banda tinha N motivos para não tocar, batida no carro de Fabiano, com apenas um vocal, mas que nada a Lumpen tinha que mostrar como é que se faz, como é o tão falado hardcore REAL, sincero e com vontade. A banda tocou algumas músicas que não vinham tocando em outros shows, exemplo a música "ZPE", do split 4 Cavidade, 1 Coração e ainda tocou músicas do Cd "Pelo bem da humanidade diga não a paz". No intervalo Fabiano fala sobre o festival de 10 anos do Selo Estopim Records, e salienta a questão da venda forçada de ingressos a que as bandas se submetem, um ponto que acho bem importante ser falado e batido, quanto mais pessoas falarem sobre essa merda e tentar mudar isso melhor! Rolou ainda no show covers das bandas Escato, No Deal, Lisérgia e Versu2, que fazem parte da "Mixtape - Quintessência Profana", o material mais recente da banda.

Subindo...Palco 1, CHARLIE CHAPLIN - http://myspace.com/charliechaplingoveia - já esta toda preparada para fazer uma das melhores apresentações deles no ano, a casa já estava cheia e o público pode ver como é que a gangue dos pingüins se diverte. Papéis laminados jogados para cima, muito suor e muita dança dessincronizada, o estilo é esse original e real, e o público correspondeu em grande estilo. Definitivamente foi uma apresentação digna de videos para posterioridade, mas se não tiver videos foda-se, quem tava lá sabe como foi. Era impressionante ver uma rapa de gente cantando junto as músicas da gravação de 2007, isso prova que os caras precisam gravar as novas URGENTE, se bem que essas já estão sendo cantaroladas por aqueles que já são freqüentadores assíduos das intervenções desse grupo terrorista que incendiou a boomerangue. Mas ainda estava muito calmo, stage dives não eram suficientes, pra foder com tudo os caras mandaram cover da música "One Armed Scissor", da banda norte americana, At the drive-in, ai eu me desgracei todo, não bastasse isso rolou covers do NOFX e da banda mais injustiçada do underground baiano Patorocko.

O clima tava tipo sauna no Palco 1, resolvi conferir o que tava rolando no Palco 2, e para minha alegria eram os queridos e arrombados da JONAS - http://myspace.com/conjuntojonas - divulgando o recém lançado EP "Pacheco", a banda fazia com uma maestria ímpar os guris/gurias da boomerangue baberam com o som e com o peitoral de Xuplique, que estava a amostra. Tocando um rock and roll mais clássico, influenciados por coisas mais modernas como Hot Water Music os caras cativaram o público, que a essa hora já lotava o Palco 2. Fiquei muito feliz em ver o interesse de várias pessoas em saber o nome da banda, onde achar as músicas e tudo mais, é um excelente sinal de que a banda mandou muito bem na apresentação. Pra quem se questionava quem eram os 4 rostinhos bonitos, o MySpace está acima, ouve lá!

Na última música da Jonas, a rapeize já me dava o toque que a THE HONKERS - http://myspace.com/thehonkers - já ia começar a tocar, subi feito bala e já me aquecendo para esbórnia que iria se iniciar. Que a The Honkers faz os melhores e mais empolgantes shows dessa cidade é fato, surpresa foi ver os caras mais uma vez se superarem e escaldarem tudo no Boomerangue. "Anybody Else" abriu o caos, logo dava para ver gente correndo de um lado para outro, mais stage dives, cerveja e água para o ar, e claro as impagáveis e únicas expressões faciais de Bubbute, o cara é rei! Rolou algumas músicas levinhas, pra tomar um folego, se não eu enfartava e mais pancadaria "You make me sick" seguida de "Psychedelic yellow sugars". Na hora que rolou "People love hate", todos cantarolaram juntos, cover do The Specials, também destruiu!!!!!!No final, uma rapa em cima do palco, de cueca...cantando em uma só voz, como diz o X-Acto!!!!!!Lindemaissssssssssssss!!!!!!!!!!!!

Porra depois de tudo isso eu estava muito fudido, não agüentava mais nada, fui para varanda e fiquei esperando minha namorada chegar, enquanto isso rolava Automata no Palco 1 e And Mary Dies no Palco 2, mas realmente não dava mais pra nada, estava esgotado. Minha namorada chega e ai correria para poder entrar e ver o show da Vivendo do Ócio que estava prestes a começar. A direção da Boomerangue mostrou um amadorismos imenso ao colocar num show desse porte apenas 02 atendentes na bilheteria, sendo que só tem vaga para 03, pior essas duas estavam dando tanto entrada como saída de pessoas, ai embolou tudo, porque tinha muita gente ainda querendo entrar para ver o show da Vivendo do ócio, e tinha gente querendo sair, enfim deu pra pegar o show, mas foi um stress desnecessário que com um pouco de planejamento poderia ser superado.

Quando cheguei no Palco 1 a VIVENDO DO ÓCIO - http://myspace.com/vivendodoocio - tinha acabado de começar sua apresentação, e apenas conseguir um lugar próximo ao balcão do bar, tamanha era a quantidade de gente, não me lembro em outro show de rock na Boomerangue ter visto uma lotação daquela. O público cantava todas as músicas sem parar, e mais papel laminado voava, estava sendo uma verdadeira comemoração, até champanhe rolou, tá brincando sacana? Os caras mandaram canções do CD "Nem Sempre Tão Normal", lançado pela gravadora Deckdisc, porém aproveitaram para mandar uma faixa nova, que está com uma pegada foda, super dançante!!!!!! Degustei demais, fora isso entre uma troca de guitarra, rolou um pedacinho de "satisfaction" dos ingleses do Rolling Stones, e acompanhado do coro da galera, rolou "Aluga-se", de Raul Seixas. Por falar em Raul Seixas, ouvi pela primeira vez a versão da Vivendo do Ócio para "Plunct Plact Zoom", que saiu na coletânea "PUM" da Deckdisc, onde vários artistas rockers mandam verões de músicas infantis, e digo a versão da Vivendo do Ócio ficou bem melhor do que a original, pois acho Raul Seixas um saco, e pelo menos os caras deram uma cara mais animada pra música.

No final todos parecem ter saído satisfeitos, produção, público, bandas. Foi um evento em tanto!!!!!! Agora é relaxar esses dias, porque estou com meu corpo todo dolorido.

Comentários

Destaco desse evento um bom set de bandas... Realmente escolheram ótimas bandas dos mais variados estilos... Isso é realmente muito bacana e dá esperança de mais movimentação desse tipo na cena daqui.

Quanto aos shows que eu assisti, não tem como não destacar mais uma vez a Charlie Chaplin e principalmente a Honkers. Ambos mandaram muito bem e esse foi o melhor show da Honkers que eu vi esse ano, pelo menos no quesito de entrosamento publico/banda e animação dos caras no palco. Confesso que estava sentindo uma decaída dos caras nos últimos tempos, principalmente na empolgação de continuar.. "espero que tenha sido só impressão minha"... Torço pra que lancem material novo logo.

Bem, acho que é isso... xD
x Toma na Cara x disse…
Chucky, tá todo mundo na espera desse material novo!!!!!!!Lancem logo seus porras!!!!
Rodrigo Sputter disse…
se dependesse de mim vcs teriam 110 materiais novos...mas eu não sou o honkers...deveria ser um ditador-hehehehe.
Este comentário foi removido pelo autor.
É hermano, concordo... rsrsrs
Lancem logo, seus porras... Estamos na espera Bubute, qualquer coisa dá uma de ditador mesmo... huaauhauhauahuahua..
x Toma na Cara x disse…
Bubute: Mais você não é? Sempre te achei meio Mussolini uhuahuhauuhauhauhauhauhauhauhauha
Jan disse…
Continue sempre com essas resenhas de shows, bom demais para se inteirar do que tem rolado de melhor pela cidade. Nesse dia mesmo não pude ir... mas lendo aqui foi como se tivesse ido!
x Toma na Cara x disse…
Pow valeu mesmo!!!A intenção é bem essa fazer com que as pessoas leiam e se sintam lá, claro que com meus olhos e ouvidos. hehehehehehe

Abraços!!!!!
Mr.Sandman disse…
Olá Gil,

Muito bacana seu comentário sobre mim. Fico muito feliz em saber que fiz algo que marcou alguém que entende da bagaça.

Tudo de bom.

Abraços

Ernani
Rocha
chuckalga_3 disse…
Aê rapaziada! Parabéns pela estrutura e suporte dos eventos! Em nome de todos os Algas: Muito obrigado pelos elogios, e saibam que somos aquilo mesmo que viram! Esperamos melhorar cada vez mais o som e proporcionar cada vez mais alegria pra quem nos ouve! Afinal, a vida é muito curta não é?!

Dia 13/12 tem show com CPM 22, VDO, Hardcall e OSALGAS ! Concha acústica. Espero vcs lá!!!
Abraço a todos!

Ass: ChucK OSALGAS

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Festival Big Bands 2012

Texto: xDudux
Fotos:Quina Cultural, Igor Filgueiras, Mari Martins
No dia 26/10/2012 foi dado o pontapé inicial para mais uma edição do  Festival Big Bands. Na sexta não fui, pois estava torcendo pro glorioso leão e no domingo também não deu pra comparecer já que estava na celebração da décima edição da batalha de rimas Maisum, entretanto não poderia deixar de ir a pelo menos um dia desse tradicional festival e me restou ir no sábado (27/10), onde dentre outras bandas teria a gigante Headhunter D.C., banda local de death metal com prospecção e respeito nacional. Sim por esse show com certeza já teria valido à pena minha ida a Praça Tereza Batista, mas ainda teriam outros atrativos nessa tarde/noite.
A banda de abertura foi a Hessel -http://www.myspace.com/hesselrock - banda instrumental local que seguindo nossa tradição de bandas instrumentais é muito boa! Os caras abusam, sem medo de ser feliz, de efeitos e pedais, dando um resultado final que é uma delícia musical de primeira linha, que …