Pular para o conteúdo principal

Rock'n Roll, Roll, Roll


É com muito ódio e tristeza que escrevo essa resenha e a do próximo show. Não pelas bandas, organizadores e casas de shows e sim por vocês, PÚBLICO. Vocês são uns filho da putas de merda, na boa mesmo como podem não comparecerem aos eventos e deixar tudo isso morrer ou virar um meio ridículo onde bandas são obrigadas a vender ingressos?

O Rock'n Roll, Roll, Roll!!! foi num esquema totalmente jogo limpo, as bandas não eram obrigadas a vender ingressos, e acho que diante a atual situação ali sim deveria ser casa cheia, eu queria era que estivesse pessoas amontoadas uma em cima das outras, para eu poder chegar aqui e dizer: Estão vendo, quando vocês não obrigam as bandas a venderem ingressos lota bem mais, no entanto eu que tomei um tapa na cara, um boomerangue com um público discreto, provando que a obrigatoriedade em venda de ingressos é realmente o meio mais fácil e cômodo de se realizar um evento, e melhor não tomar prejuízos. Não pensem que com isso vou apoiar essa pilantragem, mantenho firme meu posicionamento, mas realmente é triste ver que o público tem que ser puxado pelo braço para ir a shows, e mais lamentável é saber que existem bandas que se fosse obrigatório vender ingressos levaria gato, cachorro, papagaio...porém sem essa obrigatoriedade se acomodaram, deve ser o prazer de trabalhar para produtores, só pode.

Outra grande merda eu percebi no show da primeira banda JONAS - http://myspace.com/conjuntojonas -, anos passam e esse mal hábito de não se valorizarem as bandas de abertura não muda, se o público como citei acima foi discreto em todo o evento na hora da Jonas foi pequeno, mas não diria irrisório pois foi um público bem participativo e caloroso, não sei se pela música dos meninos ou pelos seus corpos sensuais, aposto que foi pelos dois motivos. A Jonas fez um show mais curto do que os que vinha fazendo, eu particularmente gostei mais desse set reduzido pois não cansa muito, além disso no finalzinho a corda da guitarra de Marcelo Adam partiu o que impossibilitou que a última música do set fosse executada, mas a banda já tinha mostrado a que veio e não precisava de mais nada para demonstrar o quão bom são no que fazem, se você não conhece ou preferiu chegar mais tarde ao show...só lamento, ouçam o MySpace e vejam o que perderam.

Ainda na pegada mais rocker, porém, em relação a banda anterior, bem mais modernos a VOCÊ ME EXCITA - http://myspace.com/vocemeexcita - iniciava sua apresentação. Estava bem curioso em ver esse show dos caras, pois seria o segundo show deles que iria presenciar, e ai sim tiraria minhas dúvidas. Sou sincero a dizer que a banda melhorou e muito, senti uma segurança maior na execução das músicas, ainda acho bem parecido com o que vem sendo feito ultimamente, todavia me impressionei com os elementos eletrônicos que trouxeram ao palco, é disso que estava falando!!!Buscar novas influências e elementos para agregar ao som, ser diferente em meio a esse turbilhão de bandas. Um ponto negativo foram as demasiadas músicas instrumentais, na verdade não sei se eram bem músicas ou interlúdios, mas acho que essa fórmula instrumental não me soou bem, gosto do vocal de Mateus e deve ser explorado ao máximo.

Partindo pra ala pesada do evento a CITY IN FLAMES - http://myspace.com/cityinflames - vem trazendo toda sua melodia e agressividade para o palco da Boomerangue, até então o público estava a todo momento apático, tipo sala de teatro, saca? Bem, na hora da City In Flames dava para ver alguns corpos se mexendo e se divertindo. Os caras mandaram canções de autoria própria, algumas na ponta da língua dos expectadores, gostei de ver a evolução de João em relação a banda, pois a bateria está bem mais encaixada do que a última vez que vi a banda, ficou bom demais. A entrada de Ozzy (não o Osbourne) na banda deu um peso bastante positivo, pois não ficou apenas duas guitarras fazendo zuada para parecer caótico, está em consonância com a guitarra de Iêdo, e bem pesada, muito bom isso.

Continuando a barulheira, a AND MARY DIES - http://myspace.com/andmarydiesband - estendia seu banner ao fundo do palco e preparava para mandar seu metalcore(?) nessa tarde / noite de rock. A banda vem evoluindo de uma fora impressionante, eu não acompanho a banda e essa deve ter sido a terceira vez que os vi em ação, mas sou sincero a dizer que os caras tem um técnica absurda, principalmente o guitarrista que faz as vozes melódicas e o baterista, fiquei impressionado, entretanto, o apelo publicitário da banda não me agrada nem um pouco, e não falo aqui do mega banner ao fundo do palco, isso eu acho até normal (não quer dizer que eu curta), mas ver a banda posando para fotos no palco, sincronizando passos é no mínimo ridículo, por horas pensei estar num show do Backstreet Boys. Sei lá, acho que a banda tem que se soltar...se divertir e não ficar presa e ensaiando passos, sou o tipo da pessoa que detesta mapa de palco e essa coisa toda, por isso acho esse apelo todo uma merda, além disso detestei a mescla de vocais melódicos e os rasgados, mais isso já é uma questão pessoal, não gosto mesmo....o que não significa que não é bom, é uma característica das bandas pesadas da atualidade, bandas da Trustkill e desses novos selos que cada vez mais lançam bandas com nomes que ninguém consegue pronunciar.

A PESSOAS INVISÍVEIS - http://myspace.com/pessoasinvisiveisrock - abre o show com a seguinte frase proferida pelo seu guitarrista/vocalista Bruno Carvalho: "Nós somos a And Mary Dies 15 anos mais velhos", FUDEU! Já valeu meu ingresso!!!! Mas claro que os caras tinham mais cartas nas mangas para fazer um show perfeito, o melhor show do evento disparado!!!!Ainda não tinha visto o show da Pessoas Invisíveis com a atual formação, que coisa linda de se ver está essa banda!!!!! Nem parece que os caras tem pouco tempo com essa formação, o set list dos caras foi uma preciosidade noventista. Além de executarem músicas do disco de estréia, os caras mandaram algumas faixas novas que esperamos ansiosos um novo lançamento, tem que ser gravado algo com essa nova formação logo!!! E os covers...nossa....que presente de Natal: "Chapírous" do Rumbora, coladinha com "My Hero" do Foo Fighters, e no final...GRAN FINALE! "Love Buzz" do Nirvana, coladinha com "Feel Good hit of the Summer " do Queens of the Stone Age, essa com a participação de Jajá (Vivendo do ócio) no vocal. Ufa! Enxugar o suor, se recompor e esperar a Vivendo do Ócio subir ao palco.

Não demora muito e eles já estão a postos para mandar o seu rock'n roll, com pegadas indies que soam ao mesmo tempo tão modernas e tão vanguardista. Esse foi o segundo melhor show que vi da VIVENDO DO ÓCIO - http://myspace.com/vivendodoocio - o primeiro e acho que imbatível foi quando eles tocaram com o Deluxe Trio no Idearium, e esse foi o segundo. A banda estava solta, se divertindo com a galera e mais, tocaram quase que uma música atrás da outra, adoro demais isso!!!!Sem deixar ninguém sequer respirar, sem covers desta vez, mandaram músicas do seu álbum de estréia, "Nem sempre tão normal", e uma música nova, que tinha ouvido no outro show, porém ainda estava sem título e agora ela tem título mas não me recordo qual (kkkkkkkk). A julgar por essa música o próximo álbum dos caras vai vim quente, a faixa tem um groove foda, dançante demais e promete embalar muitas festinhas rockers. Gostei bastante da atitude dos caras em fazer o Natal de outras pessoas mais alegre, com a campanha de doação de alimentos, eles escolheram uma Creche situada em Feira de Santana para fazer essa doação, bem legal da parte deles.

Depois do show segui com minha namorada para o "Largo de Dinha", e fomos comer umas tortas bem gostosas que são vendidas numas barraquinhas ali no final...vocês têm que ir lá, é bom demais!


NA FOTO: David (vivendo do ocio)

Comentários

Fernando disse…
Peraí! Pessoas Invisíveis tocou Rumbora???? Chapirous???????? Putaquepariu.... =~~~~~~
Foda!!! Só isso já valeria o show!!!!!
x Toma na Cara x disse…
Digaê man!!!!!Pense agora como eu fiquei lá na hora!!!!!!Pqppppp foi o melhor cover que ouvi esse ano!!!!!!!!
Bruno disse…
Já tem um tempão q a gnt toca Chapirous! é foda! valeu ai Dudu. vc como sempre, detonando!
Anônimo disse…
Não tenho nada contra a banda Vivendo do Ócio; a princípio não é uma banda ruim, sei que eles estão começando, mas tb não é lá essa coisa toda pra tanta histeria e pagação de pau, pelo amor de Jah, vc fala como se o álbum dos caras fosse o melhor do século, dá um tempo! ¬¬
Armando disse…
cara, foi o melhor show q fui esse ano. 1ª vez escutando Jonas e Pessoas Invisíveis. Simplesmente fantástico. So Love Buzz ja pagava o ingresso. Vivendo do ócio, como sempre, botando pra fuder. Excelente matéria, Dudu.
x Toma na Cara x disse…
Bruno: Pow...não sabia vey, muito bom mesmo!!!!!Representou demais!


Anônimo A.K.A. Puta: "não é lá essa coisa toda pra tanta histeria e pagação de pau"

A histéria e pagação de pau é por minha conta, eu sou histérico e pagopau pra tudo aquilo que acho que mereça ser pagado pau, respeito e consideração são para poucos.

"vc fala como se o álbum dos caras fosse o melhor do século, dá um tempo! ¬¬"

Não, o albúm de estréia dos caras não é o melhor do século, não é o melhor da década, porém com toda certeza foi uma das poucas coisas lançadas que realmente prestou nesse ano de 2009, e mais a julgar pela música nova sei que o próximo albúm vai me agradar bem mais, pois parece que vai ser mais swingado e cheio de groove. Agora muleque ou muleca, não inveja os caras, faz o seu.

Armando: Valeu nego!!!Que bom que se divertiu, se assim não fosse teria que dar a grana de seu ingresso de volta kkkkkkk
Anônimo disse…
Vivendo do Ócio, só cheirador de pó, bando de moleque com ego inflado, só digo uma coisa, tudo que é modinha passa ok!!!
Anônimo disse…
Anônimo: Antes ego inflado do que ser uma puta e não se identificar, apesar de que, pelo tipo de comentário eu faço uma leve idéia de quem seja...tem nego que só sabe falar e pagar de punk, e na real é só mais um zumbi de merda.

Sobre o uso ou não de drogas pelos integrantes da banda, eu só posso parafrasear o Mano Brown: "Quem sou eu para falar de quem cheira ou quem fuma, eu nunca te dei porra nenhuma".
Anônimo disse…
Não consegui assinar aqui do trabalho, comentário acima foi meu, Dudu, se quiser vir cobrar já sabe a quem. Cuzão!
Rodrigo disse…
oxi!!! se teve uma coisa q eu naum vi na resenha, foi pagação de pau pra vivendo do ocio, nem pra album deles hehehe so pode ser despeito mermo (gente sem peito - entendeu?)! dele...
x Toma na Cara x disse…
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk essa do despeito foi boa! uhhuahuahuahua
Sara Regis disse…
o público, meu caro, não pode comparecer sem tomar conhecimento do evento. é preciso dar maior atenção à divulgação!
x Toma na Cara x disse…
Então, acho que a divulgação não é um problema, pelo menos não nesse caso. Para esquema de show underground foi bem divulgado, claro que não colocamos aqui como divulgação jornais e mídia de massa, pois com eu disse são shows undergrounds, sem muita grana e meios de divulgação. Todavia, na mídia especializada local foi divulgado, orkut, twitter, fotolog e cartazes pela cidade (mais especificamente no bairro do show) e entretanto o público foi bem pequeno.

Daqui a uns dias vamos ter chegar ao ponto de na casa de cada pessoa pegar pelo braço e levar ao show, para ver se as pessoas aparecem e não mais dizem que não sabiam.

Mas me diz aê, o que você considera uma maior atenção a divulgação?
x Toma na Cara x disse…
Sara:

Peço desculpa pelo comentário acima, depois que postei que vi que comentava sobre o show da Vivendo do Ócio e não o The Last Show.

Realmente acho que produção pecou na divulgação, acho que até pelo fato de ter sido de última hora.

Espero realmente que o fato do show está vazio se deu por causa de falhas na divulgação e não por que a produção não forçou as bandas a venderem ingressos, o que seria uma grande merda.

Mais uma vez peço desculpas pelo comentário anterior, pois me referia ao The Last Show, que foi bem divulgado e mesmo assim não deu um quorum legal.

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”. 
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…