Pular para o conteúdo principal

Festival Tomanacara 2 anos



Resenha: xDudux

Fotos: Fernando Gomes e Promos


Várias coisas me impediram de escrever essa resenha antes, a maior delas minha preguiça, mas foda-se, eu não posso me demitir mesmo do Tomanacara hehehe. De início achei o Festival foda, sempre alguns erros a serem consertados no próximo e acertos que continuaremos mantendo, exemplo de acertos manter o alto nível das bandas, até eu mesmo me impressionei com a qualidade das bandas que se apresentaram, principalmente por estar vendo tudo que acontecia com elas no processo de preparação ou falta dela para o Festival, teve banda que nem ensaiou e ficou perfeita, nossa adorei. O público estava razoável, muito pela quantidade de bandas, mas público pagante mesmo, foi horrível, o que não significa que não foi legal por isso, na verdade me divertir nesse show como a tempos não fazia, estava meio cansado da correria dos dias anteriores, mas na hora do primeiro acorde da Mácula eu já estava novo!


Essa era a primeira vez que assistia um show da Mácula, mas Andrei tinha me falando tão bem da banda que tive a necessidade de por a banda para tocar apenas para satisfazer minha curiosidade e sinceramente a banda está em um nível muito elevado, tipo exportação total! Agressiva e coesa, as palhetadas de Debie (Baixo) impressionam pela força ali empregada, além do vocal de Caleb muito bem encaixado nas melódias.

Logo depois a primeira banda do rol das que não ensaiaram e impressionaram: Diante dos Olhos - http://www.myspace.com/diantedosolhos -. Com seu hardcore oldschool melódico, carregado de oitavadas, a banda impressionou por continuar muito boa e pela empolgação de Boy (Baixo), dava para sentir a felicidade dele em está ali tocando e se divertindo que nem muleque, esse tipo de coisa que mantém a chama acesa. Tocaram músicas de todas as fases da banda, inclusive músicas que ainda não foram gravadas.

Saindo um pouco do ramo das distorções, uma grande mesa com pickups e laptop é posta a frente do palco, era a Versu2 - http://www.myspace.com/versu2 - que se organizava pra tocar. Por problemas pessoais Rangel "Blequimobiu" não pode se apresentar com o grupo, foi então que meio que no improviso Robson "Véio" se jogou e segurou bem a onda cantando ao lado de Coscarque e Gug. Show bom e empolgante, no final uma roda de freestyle com Coscarque, Véio e um gringo que estava no show e pediu para rimar ao lado dos caras. No Tomanacara é assim, o público participa ativamente.
Sem muita demora a Mapache Man - http://www.myspace.com/mapacheman - apresentou músicas de sua primeira demo, lançada esse ano, e fez um bom show também, executando covers do Fugazi e do O Inimigo, a banda não foge muito da linha dessas duas bandas, tendo como diferencial as excelentes letras, não que as bandas citadas não tenham boas letras, mas Mapache Man destrói!
Derrube o Muro - http://www.myspace.com/derrubeomuro - falar da própria banda é foda, mas como o esquema aqui é cruzar, correr pra área, fazer o gol e ainda depois comemorar...vamos nessa. Foi um bom show, frio por parte do público, mas bem empolgante pra mim, adorei ver que conseguimos tocar uma música atrás da outra, sem parar, isso mostra que de alguma coisa serviram os ensaios. Bom também foi depois ouvir elogio da galera, tocamos cover do Ratos de Porão, "Asas da Vingaça".

Tocar antes de uma banda como Buster - http://www.myspace.com/0buster0 - é pedir suicídio. A banda é fenomenal e nos colocou no bolso fácil, que melodias lindas de guitarra e que vocal foda!!!Hardcore melódico em um nível que transcende e muito o que é feito aqui. Os caras estão preparando seu primeiro CD e algumas músicas já estão com arranjos novos para esse lançamento, no final a galera pediu o "bis" e eles atenderam tocando um cover do Garage Fuzz, da música "Replace", sempre na tentativa e humildade heheheheh tentativa um caralho, cover ficou foda!


Porra, tocar depois da Buster é tão foda como tocar antes, mas o trio camaçariense The Pivos - http://www.myspace.com/thepivos - não tomou conhecimento e chegou chegando, sem parar tocaram seu repertório, caralho eu perdi o fôlego com esse show, acho que os caras deveriam fazer isso mais vezes, tocar sem descanso!Deixando o público morto e satisfeito após a apresentação. É uma grande merda os caras terem apenas um single, The Pivos é banda pra ter um CD cheio, pois já estão no quilo.



Outro powertrio animal a The Renegades of Punk (SE) - http://www.myspace.com/therenegadesofpunk - mandou seu punkrock cheio de energia e disposição, nem parecia que vinham de outros dois shows e de noites mal dormidas. Foi foda demais o show, acho que pelo menos pra mim foi o melhor show dos três da mini tour, talvez porque eu me divertir mais. Pontos máximos do show: execução dos covers do Rezillos e Cólera; e na hora que tocaram a música própria "As coisas mudam", essa música é perfeita!!!



Vindo das profundezas mais obscuras e escrotas a Homem Meteoro - http://www.myspace.com/homemmeteoro - chocou o sistema já nas primeiras músicas quando Andrei (vocal) derrubou a bateria quase que por completa, só com isso vocês podem imaginar o quão caótica foi a apresentação dos caras, o bagulho foi sinistro. Puro caos e agressividade, aliados, é claro, a uma técnica impecável de Tchanka nas guitarras.




A banda mais bela dessa cidade já estava no palco e sentou o pau a tocar músicas do seu primeiro lançamento, o EP "Pacheco", além de músicas novas, algumas inclusive que já vêm tocando a tempos nos shows, falo da Jonas - http://www.myspace.com/conjuntojonas -. Essa confraria de gatos está em uma nova fase, desde a saída de Marcelo Adam (guitarra), novos arranjos foram feitos em algumas músicas e já que tão mudando a porra toda, nada melhor que gravarem logo para lançar em 2011. O show foi foda, confesso ser um grande apreciador desse roque.



No apagar das luzes, sem quase ninguém, Caio chega diretamente de Aracaju, onde fazia show com sua banda de forró e a NODE estava no palco. Acreditem se quiser, após anos sem tocar, sem ensaiar a banda representou demais!!!Fiquei chocado com aquilo, parecia que a banda estava ativa e que aquele era apenas mais um show, muito lindo de se ver. Rodrigo tocando de pedal duplo, Caio super afiado e Robertinho com aquele vocal característico da NODE, porra...moshei, rodei os braços, fiz a porra toda! Covers excelentes e bem escolhidos como: Point of no Return, Mukeka di Rato, Ratos de Porão e Life is a Lie marcaram e abrilhantaram a apresentação dos caras. Perfeito, perfeito mesmo!!!E enquanto eu existir colocarei pilha pra rolar pelo menos mais um show, quero mais!!!


Foi assim que terminou nossa festa comemorativa de dois anos, já estou pensando na três anos, escolhendo bandas desde já... Mas por enquanto, fiquem com o vídeo filmado por Danilo Vieira e Fabiano Passos, editado com todo carinho por Danilo e veja alguns momentos do Festival:


http://www.youtube.com/watch?v=jev5At2XH-Q


Noiz! Venha o/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…