Pular para o conteúdo principal

Cobertura: Abril Pro Rock 2012 - Último Dia



Texto: xDudux
Fotos: Rafael Mago
Último dia de Abril Pro Rock, extremamente cansado e com o corpo doído da noite anterior encarei um dia de turismo ao lado de Gog e Iara. Passeamos pelo Recife Antigo e logo após fui ao encontro de Tom que iria comigo para o show e que iria se atrasar um pouco, pois estava vendo o Sport brocar o nautiCU.

Tom chegou e logo fomos para o Chevrolet Hall e pra nossa sorte chegamos a poucos minutos do Nada Surf http://www.nadasurf.com - subir ao palco. Ainda deu tempo de encontrar Lilo/PE e suas amigas para todos vermos o show juntos. O show do Nada Surf foi perfeito, impecável mesmo. Faixas como "Deeper Well" e "Popular" que não poderiam faltam foram executadas, fora que os caras ao vivo são fodas demais. Destaque sempre pro baixista locão, que além de mandar muito bem nas 4 cordas tem um vocal sensacional, detalhe o cara canta sem tirar o cigarro da boca heheheheh. Tinha observado quando o palco estava montado que tinha um teremim perto do teclado e fiquei ansioso para ver/ouvir ele sendo usado, pois adoro o som o teremim, acho bem mistérioso e apavorante e encaixou bem legal no som dos caras, na faixa que ele foi usado.


Estava claro que o último dia de festival, que apelidei de Dia World Music, estava mais vazio que os demais, todavia quando o Mundo Livre S/Ahttp://www.mundolivresa.com - subiu ao palco, apareceu gente de todas as partes, deixando a pista bem mais cheia que o show anterior. Fred04 e sua trupe presentearam então os presentes com uma viagem por todos os álbuns e fases da banda, músicas mais antigas como "Livre Iniciativa" e “Meu esquema” compuseram o set da banda que além de tudo mandou um cover/versão muito foda de "Computadores fazem arte" do Chico Science & Nação Zumbi. Ainda rolaram músicas fodas do álbum “Novas Lendas da Etnia Toshi Babaa”, tais como “Ela é Indie” e a melhor, em minha opinião, “Eduarda Fissura do Átomo”, que tem um tecladinho maroto.





A primeira novidade da noite, para mim, foi o grupo novaiorquino Antibalas - http://www.antibalas.com -. Afrobeat de primeira qualidade, com a maioria das músicas instrumentais e com uns metais foda!!!!!!Digo foda não apenas pela qualidade, mas pela empolgação dos caras, muito animados e isso acabou contagiando os presentes, eu alternava em babar vendo os caras tocar e dançar, sensacional!!!Claro que foi chegar em casa e baixar, excelente descoberta! Valeu APR por esta.


Com sua camisa altamente politizada do OcupeEstelita, Otto - http://www.myspace.com/ottobrasil - estava completamente em casa, tocando em Recife e ainda mais no APR o cara não poderia fazer um show mais intimista. A empolgação do cara é a mesma vista no vídeo que estava rolando no stand da Petrobrás, ele com uma camisa tosquêra do Black Flag. O cara não mudou nada! Disposto e com uma energia foda, mandou desde sons mais novos como "Janaína" do álbum “Certa Manha Acordei De Sonhos Intranquilos“ até clássicas como "Low". Otto literalmente se jogou pra galera, corroborando ainda mais a minha tese de que o cara estava em casa, com uma banda de fazer inveja que conta com Catatau (Cidadão Instigado) e sua Fender Telecaster hipermegaultralinda! Além de músicos de bandas como Nação Zumbi e Sheik Tosado, estava óbvio que o show não poderia ser menos que excelente. Otto ainda avistou Gilmar Bola Oito (Nação Zumbi) no público e o intimou para uma Jam Session. Acho que por Otto o show rolaria até o amanhecer, mas como era um festival e ainda tinha atrações a se apresentar ele se despediu da galera e com ele uma boa parte dos presentes foi embora, se fuderam!


Digo que se fuderam pois a cereja do bolo ficou realmente pro final, muito bem escolhido para o fechamento do APR2012 o grupo português Buraka Som Sistema http://www.myspace.com/burakasomsistema   - que dentre muitos elementos une ao kuduro o Miame Bass, a música eletrônica, o rep e o que mais lhe derem na telha, formando com a soma disso tudo algo que não poderia ser diferente do que se não uma pista fervendo, com todo mundo dançando e se divertindo como se aquela noite fosse a última de suas vidas. O grupo muito espertamente interagia o tempo todo com o público, inclusive chamaram algumas garotas pra dançar no palco e a coisa foi boa viu, as meninas descendo até o chão, explosão de papel picado, tiros d’ água... um verdadeiro carnaval em pleno Abril Pro Rock. Eu que estava morto ressuscitei e dancei horrores, mas depois só queria cama!!!

Abril Pro Rock me fudeu demais, mas valeu à pena cada segundo...foi sensacional!!!Agora é contar os dias para 2013, se o mundo não acabar.

Comentários

Andrei disse…
mano
esqueci de comentar da outra vez, mas computadores fazem arte é do mundo livre mesmo. fred quem compos e chico fez a versao
Eduardo disse…
É isso que fiquei na dúvida, ele flw isso no show, mas não confiei nele.

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…