Pular para o conteúdo principal

Guettostar apresenta: EMICIDA


18/09/2009, com certeza essa noite ficará marcada na história!Esperei meu bróder Diogo (AL) chegar para irmos rumo ao Pelourinho, ao chegar ele me avisou que combinou com um português de ir conosco, ahhh portuga filhadaputa...deu bolo e por isso acabamos demorando mais que o devido pra chegar na Praça Tereza Batista, mas isso nem de longe tirou a vontade de ir para Guettostar, tinha que ir conferir esse novo conceito de festa prometido pelos próprios.

Chegamos ao Centro Histórico, já dava para ver várias pessoas perambulando pelas ruas, antes uma paradinha bem rápida para passar o olho na exposição MUROS que tá rolando na Galeria Solar Ferrão onde os graffiteiros: Afro, AC, Core, Denis Sena, Dimak, Fael 1º, Neuro, Peace, Rima, Sidoka e Sisma expõe seus trabalhos, a exposição vai até o dia 11/10, pretendo ir lá ainda esse mês para olhar tudo com mais calma. Voltando a primeira festa da Guettostar, enfim cheguei a Praça Teresa Batista, local do evento, e o grupo NOVA SAGA - http://www.myspace.com/novasaga - já estava no palco se apresentando. É impossível não ficar impressionado com a sagacidade e maestria do muleque Makonnen com o mic na mão, pra mim é o show a parte, claro que não desmerecendo a apresentação dos demais MCs do grupo, pois todos têm uma sintonia bastante forte. A Nova Saga estava realmente em casa, o grupo é formado por moradores do Pelourinho, e não fizeram feio para seus conterrâneos, mandando um rep com letras com um cunho social bem forte, e que em algumas faixas demonstra uma grande influência do reggae. Houve momentos que o show ficou mais frio, porém no final a grupo deu um speed e a galera parece ter aprovado os mesmos, é a nova escola mandando ver!

No intervalo entre as apresentações dos grupos Dj BANDIDO - http://www.myspace.com/djbandidocomdendebeat - mandava ver nos toca-discos pra não deixar ninguém parado e bastante aquecido, além do MC Fall (Afrogueto), que mandava várias rimas que parecem ser de um possível projeto solo, convidando alguns comparsas para participarem e entrarem no clima da festa também.

A VERSU2 - http://www.myspace.com/versu2 - já estava no palco para por todo mundo pra dançar. Tocando músicas que sairão no tão esperado cd "A arte da cegueira vs A crise do silêncio", a Versu2 fez uma belíssima apresentação, mostrando o que o rep soteropolitano tem de melhor, aquele misto de letras boas e bases bem elaboradas, fora, é claro, as desafiadoras e originais produções de Representativo - http://www.myspace.com/representativo -, como por exemplo a faixa "Que som é este man?". Na minha opinião esse CD já é sucesso antes mesmo de sair, a julgar pelas fusões que se propõe a trazer, como por exemplo rep com axé, rep com hardcore, na faixa a "Na Caminhada", e rep com o melhor do reggae roots, essa demonstrada na apresentação, onde foram convidados xFinhox (Coletivo Arterisco) e Kamaphew - http://www.myspace.com/kamaphewtawa - uma verdadeira celebração a Jah, positividade total. Outro ponto que vem me impressionando ultimamente nos shows da Versu2, é a competência de DJ Gug - http://www.myspace.com/djgugrapba - nas pickups, além de riscar muito bem os bolachões ainda entra no clima do show, demonstrando que além de tudo está se divertindo muito, acho isso bem importante, pois tocar sem está se divertindo é um saco. Essa formação da Versu2, na minha opinião, é a melhor desde que a banda foi formada, espero que perdure por muito tempo, pois é qualidade do começo ao fim. Não poderia esquecer de citar as participações de Mc Fall e Da Ganja - http://www.myspace.com/mcdaganja - o que demonstra que as apresentações da Versu2 não são da Versu2, e sim do rep baiano.

No intervalo Ednilson Sacramento, falou um pouco sobre o quanto é difícil para uma pessoa com problemas visuais ter acesso aos lugares devido, ainda muitos dos lugares não estarem adaptados para pessoas com esse tipo de deficiência, pior estendo isso a pessoas que por exemplo que tem deficiência física, por exemplo no próprio Pelourinho é uma absurdo para uma pessoa de cadeira de rodas por exemplo transitar, o direito constitucional mais importante, liberdade, é violado todos os dias e nada é feito, achei bem interessante, e pena que curta as palavras de Ednilson.

Ainda deu tempo para Dj Nyach (Emicida) mostrar um pouco do que costumar tocar nas festas em que discoteca, até que então eis que surge o moleque sujando o palco com suas pegadas de barro, e a responsa de 3 indicações no MTV Video Music Brasil, EMICIDA - http://www.myspace.com/emicida - e o moleque não brincou em serviço, já abriu o show com a pesada "Hey rap!", que conta um pouco do que a cultura hip hop já conseguiu nesses anos de resistência, e público já tava nas mãos do Mestre de Cerimônias, dei uma olhada no lugar, putaquepariu, tava lotadasso!!!!E todo mundo na vibe positiva, velho tanta gente sem nenhuma briga, nenhum tumulto!!!!!Muito foda! O show seguiu com músicas da mixtape "Pra quem já mordeu um cachorro por comida, até que eu já cheguei longe...". Faixas como "E.M.I.C.I.D.A", "Vai ser rimando" e o hit "Triunfo" deixaram o público em êxtase, se Emicida quisesse nem catava era só deixar a galera cantar, porque todo mundo estava com as rimas na ponta da língua, para ter noção até o freestyle do Emicida na batalha com a Negra Rê, a galera tinha decorado, com certeza o Emicida apenas está começando a colher os frutos do seu trabalho sincero, humilde e honesto. As dançantes "Ainda ontem" e "Rotina" fizeram parte do set do cara. Houve espaço ainda para a romântica "Vou buscar minha Fulô", e para intensa "Sozim", como já devem ter percebido versatilidade é o que não falta no Emicida. Para dar um tempero baiano Emicida convida o mc Odissh, que todavia, não apareceu nesse primeiro momento, oq ue é óbvio não impediu que rolasse o freestyle, pois MC Fall pegou para si a responsa e não vacilou mandando uns versinhos no freestyle. Mais algumas músicas e sobre ao palco um moleque baixinho, branquinho e com óculos de Malu Magalhães, quem não conhecia o moleque deve ter pensando, "quem é esse aê"? Era ele, Oddish - http://www.myspace.com/mermoddish - que estava pronto para o freestyle ao lado de seu "amigo de orkut" Emicida. O público já gritava "batalha, batalha" e começou primeiro Oddish, e na seqüência Emicida, com toda certeza foi um dos pontos altos do show. Algumas músicas executadas no show estavam com uma roupagem diferente da mixtape, com bases novas, e o melhor foi quando o cara começou a rimar na base de Claudinho & Buchecha, só pra quem tem moral. No fim, sobe ao palco uma senhora que não lembro o nome, mas que parece ser do Pelourinho Cultural, moradora do Pelourinho, que proporcionou um dos melhores momentos da noite. Nova Saga, Versu2 e Emicida no palco, prontos para um freestyle, rápido como um coiote Makonnen (Nova Saga) impressiona Emicida, que entretanto não se acanha e na mesma agilidade manda seu free, parecia mais um concurso de embolada, acho que deve ter rolado umas 1000 palavras por segundo, com certeza esse momento fechou a noite com chave de ouro.

Parabéns Guettostar pelo excelente e bem sucedido evento, na espera de mais eventos com qualidade tão elevada como esta, organização 100%. Parabéns aos grupos locais que não deixam nada a desejar, e parabéns ao Emicida, espero que consiga galgar muita coisa pelo longa da sua jornada.

Comentários

Fernando disse…
"Uns diz q faz dinheiro (será?), a gente faz história."
Róbson Véio disse…
O Tempo é o juiz!
Um Só...

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…