Pular para o conteúdo principal

23ª EDIÇÃO DO PROJETO MUSIARTE


No último fim de semana rolou no simpático Bar da Tia Dedé, no bairro de São Caetano, aqui na capital a 23ª Edição do Projeto Musiarte, onde desta vez se apresentaram as bandas Derrube o Muro e Confusão. Para relatar como foi o evento convidei Danilo Santos, vocalista da banda de hardcore Diante dos Olhos, para fazer a resenha do show da Derrube o Muro, e dando seguimento fazendo a resenha do show da banda Confusão temos a segunda cabeça do Toma na Cara, que é a pessoa que cuida desse blog, Gabriel Gomes. Boa leitura!

Sábado à noite, enquanto normalmente muitas pessoas se destinavam para o circuito boêmio de salvador, as outras poucas preferiram algo diferente, o bairro de São Caetano ou para alguns “San Cayte Califórnia”. O local era mais precisamente o Bar de Tia Dedé onde por volta das 20h30min apresentava-se a banda de Hardcore Derrube o Muro - http://www.myspace.com/derrubeomuro .

O público estava quieto e assim continuou até o final, talvez faltassem alguns ingredientes de um show de hardcore. Mas mesmo assim a banda não deixou a peteca cair e com bastante humildade (ingrediente fundamental para qualquer banda) não levaram muito em consideração o comportamento dos presentes e conseguiram fazer um show bem energético, tocando seu hardcore simples e direto com influencias do NY, punk e oldschool.

A agitação dos dois vocalistas era evidente, pareciam bem empolgados onde em certo momento do show um deles falou da sua felicidade de está tocando em “casa”. Tocaram diversas músicas próprias que devem entrar numa demo e ainda um cover do Dever de Classe “ Desarmar o mundo”.


Esse foi um show para que muitas bandas pudessem assistir sentadas e aprendessem como se faz um rock por prazer, não se preocupando se o som está bom ou ruim, se vai sair bonito na foto ou não...O que interessava ali era se divertir.

Agora é a vez da anfitriã a banda Confusão http://www.myspace.com/bandaconfusao como já de clichê dos caras: “um boa noite pra quem chegou, um pra quem ta chegando e um pra quem vai chegar”, e começaram com sua fusão musical. Esse show foi bem diferente dos de costume ouve uma interação público/banda constante, e assim seguiu-se por toda a apresentação. Tocaram músicas próprias e os cover que já são rotineiros das bandas: Nação zumbi e Luiz Gonzaga, mas o que levantou todos que ali estavam presentes foi o cover da Camisa de Vênus, todos deram uma cerradinha no mic pra cantar um trechinho da musica. E se não me falha a memória fecharam com a mesma.

Bom, depois de tocar, curtir um show bala da confusão e ainda recebi a noticia de que o Brasil tinha dado 3x1 na Argentina (ganhar dos hermanos é sempre bom), com um xinxin esperto que a tia Dedé fez pra quem tava envolvido no evento e mais umas cervejinhas, o sábado foi fechado com chave de ouro.
NA FOTO: DERRUBE O MURO

Comentários

Nunca vi um show da Derrube o Muro... sou curioso pra ver... Vou esperar pelas próximas oportunidades...

É massa ver outras áreas da cidade se movimentando quanto a produções alternativas e principalmente independentes... isso com certeza acaba tendo resultados futuros... Acaba influenciando outros públicos e gerações...

Vamos sair dos eixos... isso é sempre bom.. =)
Beslard disse…
A idéia de que coisas boas só acontecem em bairros têm que mudar. A arte está em todo canto. Um abraço.
Beslard disse…
A idéia de que coisas boas só acontecem em bairros nobres têm que mudar. A arte está em todo canto. Um abraço.
xEduardox disse…
Beslard: Assim que é, tem que rolar as paradas em todos os cantos, e as pessoas passarem a ir em vários picos váriados, não ficar apenas na rotina. Pois rotina um dia cansa.

Chucky: hauahuauhhauhaha raramente tocamos man, e aqui em SSA então, mais raro ainda, por íncrivel que pareça, mas fica ligado pra quando rolar tu colar.

Com ceretza é muito bom ver isso, quando fui ao Bar Tia Dedé a primeira vez, pra ver um show do The Honkers, achei foda demais o lugar o clima, e como a galera faz a parada acontecer, e tem que ser assim mesmo correria em todo canto e por todos os lados. Espero que sim, apesar que o público desse show da Derrube o Muro, foi mais da galera das antigas, o que achei foda, pois tinha membros de várias bandas que sempre curti, estavam lá...muito bom, fora a galera de nossa idade que tava lá também, mas esse lance de influênciar outras pessoas é bem interessante, sei lá, acho que talvez se rolassem mais shows em bairros descentralizados, seria bem legal. o The Honkers fez isso mês passado, pagay pau!

Valeu pelo comentário, é nois!
rsrsrs... Pô Dudu, então é quase uma banda de fora da cidade.. Mas quando rolar som.. me dê um toque(lá ele)...

Concordo com você Beslard, temos que reconstruir certos pontos de cultura alternativa que já foram mais fortes, como a cidade baixa... e fortalecer novos picos...

Descentralização dos Eventos Alternativos já!!!
xEduardox disse…
Na verdade não é bem assim quase uma banda de fora, é que a galera de outros estados curti mais do que a galera daqui, ou seja, pra tocarmos aqui só a gente fazendo, o que nem sempre dá porque nos eventos que fazemos gostamos de variar as bandas, ou quando alguem chama o que é bem raro. Mas quando rolar aviso sim.

Concorcdo com vc e Led, tem que descentralizar mesmo.

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”. 
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…