Pular para o conteúdo principal

Cobertura: Sanguinho novo - Dubstereo



Resenha por: xDudux


Foto: Divulgação



Os domingos de Janeiro com certeza não são mais os mesmos depois do início do projeto Sanguinho Novo, idealizado pela banda Cascadura. O projeto se pauta na banda trazer todos os domingos à Praça Tereza Batista, no Pelourinho, uma banda da nova geração rock/alternativa soteropolitana para dividir palco, é o que podemos chamar de ensaios de verão do Cascadura e na boa, o bagulho está bombando mais que muito ensaio de axé/pagode.

No dia 09/01 rolou a estréia do Sanguinho Novo 2011, quando cheguei a rua da Tereza Batista não acreditava no que via, a rua estava completamente tomada e ainda nem tinha começado a primeira banda, fiquei muito impressionado e feliz. Aproveitei esse tempo enquanto a banda não começava para ir tomar um delicioso sorvete com minha namorada na Cubana, quando estou lá me deliciando com meu sorvete naquele domingo abafado meu celular toca e Fernandinho avisa: "Adiante o lado que tá lotando aqui e daqui a pouco fecham o portão", dito e certo minutos depois de adentrar a Praça Tereza Batista, o portão se fechou. Sorte da porra!

Começava ali o show da Dubstereo - http://www.myspace.com/dubstereosound - banda que mescla dub/ragga/reggae e ska, no melhor estilo Jamaicano, com certeza é uma banda que vai fazer muito barulho pelo Brasil, principalmente com o lançamento de seu álbum previsto para esse ano. A galera parecia bem empolgada ao som dos caras, muito bom ver a Praça lotada logo na banda de abertura, roquêros e rastafaris ali juntos, numa nice curtindo as boas vibrações da Dubstereo. Logo nas primeiras músicas observei o quão precisa é a bateria da banda, os detalhes, aquele toquinho sacanagem que faz toda uma diferença no conjunto da obra impressiona e muito. Músicas como "Sem Crise", já tava na boca da galera, mostrando que a banda tem feito um bom trabalho na divulgação de seu trampo e que a galera também está atenta a coisas mais novas. Já em "SOS Dancehall" a banda fez da Tereza Batista um grande salão de dança e colocou geral para bailar ao som do genuíno Dancehall, e o melhor não era apenas um Sound System, era uma banda ao vivão fazendo aquilo ali acontecer em nossas frentes, as dedilhadas do baixista é de deixar qualquer um de boca aberta, fora a empolgação de Russo e Fael nos vocais, empolgação e interação com o público, já que no finalzinho do show ambos chamaram o público pra cantar junto, em uma só voz: "Ziquiziquizira, Tô Passando mal" e a galera correspondeu, até os gringos aprenderam a falar português nessa hora. Finalizaram o show em grande estilo, mandando uma música nova que é um Ska daqueles!!!! Ska de raiz, muito bom mesmo.

Infelizmente não fiquei até a apresentação da Cascadura nesse dia, mas relaxem que estou todo domingo por lá e chegando cedo pra pegar meu lugar.

Comentários

Daniel Pita disse…
Um pequeno-grande detalhe da Dubstereo que pode passar despercebido, mas pra quem curte o instrumental de qualquer banda, é bastante notável: percussão. O percussionista da Dubstereo faz uns arranjos que da aquela pegada baiana na banda e que, junto à bateria, faz a apresentação parecer realmente um Sound System. Parabéns pelo blog! Ótimas resenhas.
Eduardo disse…
Kiki: POrra, realmente parcêro!!!Você disse tudo, que percussão escrota!!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”. 
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…