Pular para o conteúdo principal

3º ENCONTRO NACIONAL GRAFFITEIRAS BR


Eu fiquei meio cansado de escrever esses dias, e por isso a resenha acabou atrasando, sim eu também me canso. Como não temos compromissos e prazos com esse blog fica mais fácil escolher um dia bom para escrever, e hoje está sendo um bom dia pra escrever.

Após sair da belíssima apresentação do Retrofoguetes, no TCA (fato este relatado na edição anterior), partimos eu,minha namorada e um amigo para fazer uma boquinha na Pizzaria do pai de Bolha (Bolha é um amigo metalêro). A pizza estava ótima! Da pizzaria já dava para se ouvir algum barulho que me atraía como um imã, e ao chegar no Viaduto do Politeama pude constatar o que era o Sistema de Som Perambulante MINISTEREOPÚBLICO - www.myspace.com/ministereopublico -, banda que com sua originalidade se consolidou na música baiana, tendo inclusive puxado o maior Sound System do Brasil, ao menos que eu conheço, no mega carnaval soteropolitano,mandando o melhor do Dub. Poderia me sentir na Jamaica naquele momento, para melhorar os mais conhecidos graffiteiros e graffiteiras dessa cidade coloriam os muros daquele viaduto o transformando numa verdadeira galeria de artes, porém melhor, na rua. Dentre os locais estavam: xKatiax, Drico, Baga, Snob, Finho, RBK, Mezik, Core e muitos outros, e mais várias convidadas de diversos estados do Brasil, era uma verdadeira confraternização.

Ao passar do tempo iam chegando mais pessoas e o clima ficava melhor, DJ Jarrão tomou conta das pick ups, alternando agora entre clássicos do RAP e do Reggae. Foi quando os anfitriões musicais chegaram junto, eram eles VERSU2 - http://www.myspace.com/versu2 - uma banda que posso dizer que faz um dos raps mais inteligentes que já vi no Brasil, tanto musicalmente como nas letras, talento não falta pra essa dupla de MC's. Os caras mandaram músicas mais conhecidas da galera, e outras que particularmente não conhecia, mas que também são de qualidade e sapiência ímpar. Pude aproveitar essa oportunidade para ouvir o mais novo single dos caras, "Que som é esse man ?", ao vivo e não fizeram feio, muito pelo contrário mostraram que o rap pode ser versátil e passear por diversos estilos, inclusive o axé, se duvidam ouçam a faixa no MySpace dos caras, ao visto logo menos vocês também poderão conferir essa e outras músicas dos caras no CD "A arte da Cegueira X A crise do Silêncio". Ficamos na espera!

Transeuntes olhavam curiosos sem entender muito bem o que acontecia ali naquele viaduto, veículos reduziam a velocidade para olhar e conferir o que era, a resposta era fácil, era o rap voltando as origens: As Ruas. Agora o show da Versu2 não era mais tão deles assim, tinha se tornado uma verdadeira Jam Session, ou melhor, uma linda roda de MC's, primeiro chegaram junto os caras do ELEITOS DO GUETO - http://www.myspace.com/eleitosdoguetobrasil -, depois colaram ainda o MC e Graffiteiro BAGA com seu parceiro SPOK, ambos já conhecidos da Batalha de Rimas FORADEÓRBITA, mandando todo o poder e genialidade do freestyle. Ainda nessa roda colaram MC SARDINHA e a MC MAHARA, mostrando que tem espaço para as mulheres não só no graffite como no REP, e a voz dela era muito linda e bem encaixada nas bases, gostei muito, não sei se ela tem material lançado, contudo, seria uma boa, pois qualidade tem de sobra.

Foi ai que chegaram juntos eles, ARTERISCO - http://www.myspace.com/coletivoarterisco - uma banda nova, que todos os membros são vegetarianos, e todos tem ligações com o hardcore, quebrando também esse estigma de que o hardcore e o rap não podem caminhar juntos, TEM QUE CAMINHAR LADO A LADO, afinal tudo que sirva de protesto, de forma de expressão, de cultura de rua tem que se unir e não separar e deixar que mera questão musical influencie, olhando bem iremos encontrar mais pontos convergentes que divergentes. A banda é composta por Fernando Gomes (ex-Veredicto e atual Égregora), Robson AKA Véio (Lumpen) e Robson Caldas (Lumpen), já conhecia a faixa "Minha Arte", que conta com a participação do MC Freeza da banda de Ilhéus O Quadro, e tinha adorado a letra é linda, com passagens bem interessantes, creio que nessa época Robson Caldas ainda não compunha o grupo, e achei no show que as passagem dele bem discreta, por outro lado, o vocal marcante e intenso de Robson "Véio" contrasta com a calmaria do vocal de Fernando, o que gostei muito. Além de minha arte os caras mandaram mais umas 03 faixas e divulgaram a Tour UM SÓ CAMINHO... que acontecerá nos dias 7,8 e 9 de Agosto com os grupos: Lumpen, Versu2, Arterisco e o MC carioca MARECHAL, o show aqui em Salvador acontecerá no dia 09 de Agosto na Zauber, um bom evento para ir.

A Versu2 retorna e finaliza essa excelente tarde de muita arte. Graffite, RAP e Rua, a tríade perfeita! Os caras finalizaram com a já conhecida "Na Caminhada", com uma base diferente da original, que deixou a música ainda mais dançante, e claro que os caras não se intimidaram em ser uma base diferente e deram conta do recado. O evento foi um sacada muito boa, sempre gostei dessas manifestações culturais/anti-culturais assim na rua, para quem quiser parar e ver. Eventos como estes devem ser cada vez mais realizados. Parabéns as Gaffiteiras, às Sista Crew, que idealizaram e tornaram real tudo isso, foi algo que essa cidade precisava e com certeza o viaduto do Politeama está mais agradável. Quem quiser conferir as obras de arte, estão exposta na maior e melhor galeria do mundo....AS RUAS.


NA FOTO: VERSUS 2

Comentários

Blequimobiu disse…
Irmãos,

Na moral, muito obrigado pelas palavras.

Estão guardadas e serão sempre bem representadas.

Um só caminho...
João Paulo disse…
Coisa boa, tanto na rua como nas palavras desse blog. Gosto disso, coisas bem feitas.



Ops: Tá aí o my space de Mahara - http://www.myspace.com/maharasoul
x Toma na Cara x disse…
Opa meu velho valeu aê, não sabia que ela tinha material gravado, vou até ouvir porque adorei.

Valeu mesmo!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”. 
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…