Pular para o conteúdo principal

Lançamento oficial do disco: Cha Cha Chá (retrofoguetes)


Me fazer acordar cedo em um domingo é uma tarefa um tanto quanto difícil, porém esse era um dia atípico, acordei às 09:00 horas e me preparei para ir ao TCA, ainda cansado do show do dia anterior mais bem curioso pra saber que tal de ChaChaChá é esse que tanto domina os muros de Salvador, e de antemão aviso que não me arrependi e se o show fosse às 06 da matina eu estaria lá, porque foi uma apresentação e tanta!!!!

Como eu disse acima era um dia atípico e lá estava eu bem acomoda uma hora antes do evento, para não deixar os presentes entediados passavam vídeos sobre o teatro e talz, e no fim passou um curta-metragem bala, 10 CENTAVOS, roteiro bom e atores igualmente, porém a intenção aqui não é falar de cinema e sim de música, e das boas.

Pontualmente às 11:00 horas brotava do chão do Teatro Castro Alves os Power trio mais infernal dessa cidade RETROFOGUETES. Com macacões novos, branquinhos, os caras já começaram sem conversas mandando bala, e ai cada vez mais percebia que não estava em um show normal e provavelmente demorará muito para ver uma banda rocker fazer um show com tantas qualidades, a iluminação estava foda, parecendo interagir com cada música, fora que esse foi o único show rocker que fui que não havia microfonia e ruídos alheios, era só a boa música do Retrofoguetes que soava por todos os cantos da Sala Principal do Teatro.

O que poderia parecer chato e monótono, me deixava boquiaberto e se eu pensava que não poderia ficar melhor, a cada participação no show dos caras eu babava mais, porém o ponto de climáx do show foi quando os caras convidaram o Maestro Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz e mais os molequinhos que tocam com Armandinho na percussão, puta que pariu!!!!!!!Fiquei louco, a orquestra de metais foi impecável, e estava tão contagiado por aquilo tudo que mal percebi que Morotó tinha quebrado a corda de sua guitarra, a melhor parte da música sem dúvida é a paradinha que fica só percussão, muito foda!!!!!

O show transcorreu com mais convidados, entre eles o rei da guitarra baiana, Armandinho, e muitos outros, no intervalo entre uma música e outra Rex se encarregava em fazer gracejos, acompanhado de Morotó, CH estava mais comedido, ou melhor, plantado. No final do show a banda nos brindou com um bis espetacular, mais uma vez tocaram "Maldito Mambo", a música que conta com a participação do Maestro Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, e depois de tudo isso só posso dizer uma coisa: CHACHACHÁ!

Links do Retrofoguetes:

http://www.fotolog.com/retrofoguetes
http://www.myspace.com/retrofoguetes

Comentários

Anônimo disse…
O da guitarra baiana era o irmão de Armandinho, Arôldo Macedo, outro grande mestre.
x Toma na Cara x disse…
Pow valeu aê, pensei que era ele...muito parecido.
Não consegui ter essa disposição pra levantar domingão cedo... Maldita ressaca... =S

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…