Pular para o conteúdo principal

22ª EDIÇÃO DO PROJETO MUSIARTE


Mais um sábado, mais uma noite e mais um show! Dessa vez o pico era em São Caetano, San Cayte Califórnia pros íntimos, mais precisamente no Bar e Tia Dedé. Após me deliciar com um saboroso cachorro-quente vegetariano, feito por minha chef predileta, minha namorada, seguimos para o pico onde iria rolar o show, o bom é que dessa vez não teríamos problemas com transporte, pois bastava caminhar alguns metros da casa de minha namorada e já chegava lá. Pessoal educado na portaria, poucas pessoas no lugar mais de pronto gostei do local. Árvores, mesas de plástico bem distribuídas, um bom espaço físico e um som que impressionou, tudo muito bem organizado. Fiquei sabendo ao chegar no local que Bruno (The Honkers) estava muito doente e que poderia ocorrer dele não ir, confesso que fiquei um pouco triste, porém torci para que rolasse o show, pois precisava de um show da The Honkers para recarregar as energias perdidas durante a semana. Som ambiente rolando, Edson Gomes, uma excelente escolha e vão chegando mais pessoas e a primeira banda começa a se arrumar no palco.

A CONFUSÃO - http://www.myspace.com/bandaconfusao - banda de abertura da 22ª EDIÇÃO DO PROJETO MUSIARTE, é realmente uma fusão musical. De primeira banda impressiona por vários elementos percussivos que trazem à sua música, depois alfo que impressionou bastante foi ver o Robô (vocalista) com uma camisa do Dead Kennedys tocando flauta, e numa banda que tem uma pega hiper regional, definitivamente a Confusão não é uma banda dentro dos padrões. Melhor que isso, foi ver que os caras tem uma música que fala na minha cidade natal, Paulo Afonso, achei bem louco e fiquei bem feliz (coisa de sertanejo), o nome da faixa é "Oasis do Sertão". A banda a princípio soou muito parecida com o Mestre Ambrósio, justamente por essa pegada regional, mesclada com outros elementos, todavia, a Confusão tem uma pegada mais funk, mais groovada. Os caras tocaram mais algumas músicas próprias, inclusive uma bem parecida com Alceu Valença. Posso afirmar que o nível de versatilidade dos caras é extremo, isso pode ser exemplificado com o fato dos caras numa mesma apresentação mandarem um cover de Luiz Gonzaga, outro da Nação Zumbi e fechar o show em grande estilo com Olho Seco, alegrando algumas peças raras do punk soteropolitano presente, como Mongo e Mosca. em tempo, vale aqui comentar sobre o cover de Raul Seixas fazendo homenagem aos 20 anos de falecimento deste ícone do rock baiano, onde participou do cover Deja (Aluga-se), que estava no recinto.

Passada a apresentação da Confusão era a hora da THE HONKERS - http://www.myspace.com/thehonkers - fazer a poeira subir no bar da Tia Dedé, Bruno (guitarra) não era mais uma incógnita, pois já se encontrava no recinto e pronto para ação, ou seja, iria rolar o show da The Honkers!!!! Problemas com o cabo da guitarra de Brust atrasaram um pouco o início da apresentação, aumentando ainda mais minha expectativa para essa apresentação. Tudo pronto, agora vai...não, faltou energia no bairro. Puta que pariu que zica! Zica nada, foi só por alguns poucos minutos, meio que para criar um clima de suspense. Voltou a energia, e os Honkers estavam a 1000 voltz, iniciaram a apresentação com o cover do The Special, "Monkey man", aliás cover do Specials não, essa música já é do Honkers. Seguiram com “Psychedelic Yellow Sugar", a essa hora a galera já estava mais próxima da banda, e claro quando a banda passa uma energia boa, o público corresponde, o clima estava bem legal e até Bruno parecia esquecer sua enfermidade e tocava divinamente sua guitarra, a empolgação já tinha tomado de conta do Bar da Tia Dedé. Rolou ainda mais covers como "One More Chance" do Peacocks, e claro as belíssimas músicas próprias "People love to hate" e "Devil Girl". Para fuder de vez com tudo, os caras mandam a dançante "You make me sick", puta que pariu já estava pingando de suor. Bubute (Vocal), fazia uma apresentação a parte, passos de frevo, se jogava no chão e o ponto máximo de sua apresentação pessoal foi quando deu uma de Eddie Vedder (Pearl Jam), e subiu nas caixas de som, posteriormente se pendurando no teto do bar....puta que pariu se ele tava doido, eu tava era doidão com aquilo tudo!!! Ainda rolou mais um cover da banda Purple Hearts, "Plane Crash", bem fofinha essa e a música nova que provavelmente sairá num single, em breve, "Fammous Friends". Para fechar com chave de ouro, os caras terminaram com "Lies" (?), e com a certeza que mais uma vez fizeram uma bela apresentação...e Bruno, parecia até mais saudável!


NA FOTO: THE HONKERS

Comentários

Honkers é quebradeira, mãe...
=)
Rodrigo Sputter disse…
Num sabia que tu era de Paulo Afonso...se bem q vc me falou acho e eu esqueci...pra variar-hehehe.
Confusão é uma banda de rock nordestina...no bom sentido...Robô é um grande figura, gente boa pacas...Tia Dédé deixa no chinelo muitas casas de shows "fodas" que já toquei nesse país...

Só uns adendos...Monkey Man é dos The Maytals, mas tocamos a versão dos Specials...num sei pq vc sempre fala q é people love TO hate...é people love hate...o TO num tem no título, só na letra da música...é pra confundir mermo-hehehehehe.

Na verdade LIES e YOU MAKE num rolaram, tava no set, mas Pizza tava fudido...fechamos com Girl FRom ´62 seguida de These Things...da próxima vez vou te dar o set list pra vc ficar ligado, na verdade a culpa é dos caras, eu chamo uma e os caras querem tocar outra e tocam-heheehhe...até eu me confundo...

E aquela falta de luz...porra gelei, tava mesmo na pilha pra tocar...mas foi a falta de luz mais rápida q eu vi na vida, ainda bem...mas deve ter sido queda de energia...

E Bruno ficou mejor mermo, o rock cura!!

hehehehehe

Gosto de ver suas resenhas man, sinceras e diretas...muitas pessoas quando escrevem ficam cheias de dedos...vc fala o q tu achou do show, sem papas na língua...
x Toma na Cara x disse…
Chuck: Honkers arrupêa!!!

Bubute: Sou iasporra, mão só eu como Rafiuskis, a namorada dele...

O lugar é muito agradável mesmo veyyy...adorei!

Na verdade "Monkey Man" pra mim é do The Honkers, mas blz heheheh

ahuahuahuahuah por isso que eu falo né mizéra!!!!! Pq vc me confundiu!

Oxeee cê tem certeza que não rolou "you make"? Man...que lombra foi essa a minha!!! uhaaauhahu Lies, eu fiquei na dúvida mesmo se tinha rolado ou não, por isso que meti uma interrogação fajuta ali.

ahhauahuhauah porra de setlist, é doidêra mermaum hahuauhauha eu não lembrava da ordem das músicas mesm não, ai fui largando o que lembrava, como por exemplo que Headcoats foi no final, mas na hra de escrever nem lembrei hehehe

huahuauhahuauhahuahuah veyyy...quando eu olhei lá pra rua tudo apagado, pensei...FUDEU!!!Ainda bem que no final tudo deu certo, caralho...esses últimos shows tão foda demais veyyy!!!

Eu gosto que vc e algumas outras pessoas, como Rodrigo por exemplo, e Chuck tb sempre comentam e acrescentam algo, isso é bom fica uma parada mais coletiva, mas aquele lance de "E ai como foi pra vc o show" essas coisas, bala demais!

Valeu aê pelo elógio, é que o formato do blog foi bem isso mesmo, na verdade quando eu comecei a escrever resenhas de show a intenção sempre foi essa, passar o que senti e não ser uma matéria imparcial e jornalística. Lembro que tomei gosto pela coisa depois que as resenhas do Bahiarock ficaram formais demais, e ai resolvi fazer algo do meu modo, e fiz...parei e agora voltei hehehehe

flw!!
Bruno disse…
dudu = meu ídolo!

ducaralho a resenha!
x Toma na Cara x disse…
A reciproca é verdadeira Brunão!!!
O honkers não ia lançar um ep esse ano ainda???
Tempo tá correndo.. viu??
rsrsrsrs...
x Toma na Cara x disse…
Rapaz...EP eu não sei, mas acho que vai rolar um single.

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”. 
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Pessoas Invisíveis e Gigante Animal na Midialouca

Resenha: xDuduxFotos: Danilo VieiraSalvador passa por uma triste fase de escassez de casas de shows, por isso vale a criatividade dos organizadores de shows em buscar possibilidades em fazer a parada virar. Como puderam observar na resenha anterior, elaborada por Rodrigo Gagliano, o show dos Falsos Conejos foi no Bar de Dona Neuza, que fica no Marback bem distante do Rio Vermelho/Pelourinho (locais onde geralmente rolam os shows na cidade). Com a passagem do Gigante Animal (SP) por Salvador não foi diferente e a criatividade de Danilo Vieira é de se tirar o chapéu. O local escolhido foi a Midialouca, uma loja de CDs e livros bem legal. A estética do local por si só já tava valendo, eu particularmente nunca tinha ido a loja e adorei, comprei dois bons cds lá e ainda vi shows de duas bandas excepcionais. Vamos ao show.
Já tinha uma quantidade razoável, para uma quinta feira, no local e a Pessoas Invisíveis- http://www.myspace.com/pessoasinvisiveisrock - mandava os primeiros acordes, ent…