Pular para o conteúdo principal

Festival Big Bands 2010 - 23/10/2010



Resenha: xDudux


Fotos: Erica Matos, Promos, @Frodolski, Hick Duarte e Nina Guerra



Na semana que passou a cidade estava bem agitada com os trabalhos do FESTIVAL BIG BANDS 2010, que teve diversos shows e palestras. Infelizmente, mais uma vez não consegui ir ao ciclo de debate, devido ao horário. 15 horas é foda pra quem trabalha durante a semana, na próxima edição seria interessante por um horário noturno. Os shows de abertura não me chamaram muita a atenção e por ser meio de semana, preferi ficar em casa. Na sexta rolou no Tarrafa Botequim a apresentação da Sams Hardcore Orchestra - http://www.myspace.com/thesamshc -, banda do interior de São Paulo que estava muito afim de ver, mas por já ter compromisso no dia acabei não indo.



Sábado seria o dia que começaria a conferir o que tinha de bom (e ruim) no Festival Big Bands 2010. Antes disso fui almoçar com minha namorada na Health Valley e depois assistir "O Solteirão" no Glauber Rocha, o que fez me atrasar um pouco e perder a apresentação da Opus Incertum - http://www.myspace.com/opusincertumrock -. O público ainda nessa hora era bem escasso, aproveitei pra ir à banquinha da Frangote Records e comprar algumas lembrancinhas.

A segunda banda a subir no palco veio direto da Suíça baiana, são os Ladrões de Vinil (Vitória da Conquista/BA) - http://www.myspace.com/ladroesdevinil - que começaram o show mandando ver com uma introdução instrumental, com músicas bem conhecidas do naipe, aquela pegada surfrock, mandaram ver também no visual a lá Irmãos Metralha. A banda é bem legal, sendo que no final do show acabei ficando meio entediado, mas pra quem curte essa pegada roque é uma excelente pedida, os caras tem várias sacadas legais como por exemplo tocar entre a música bases conhecidas, como foi o caso da base de "Seven Nation Army" da dupla gringa White Stripes. Outro ponto positivo dos caras foi a força de vontade de vir de Vitória da Conquista, com o baterista debilitado e ainda fazer um bom show. Finalizaram a apresentação tocando, me corrijam se estiver errado, o tema de abertura da série Californication, que não faço a mínima idéia de quem toca, mas adoro!


Vindo de mais longe, da terra quente e malemolente, a banda Tereza (Nitéroi/RJ) - http://www.myspace.com/bandatereza -começa sua apresentação. A banda mescla indierock com folk e música country, mas na boa quando eu vi o vocalista entrando no palco eu achei tudo aquilo bem sertanejo, tipo Bruno & Marronei saca? Mas nada disso, a banda é até bem moderninha e foi a primeira banda a conseguir balançar um pouco os pressentes, que pareciam bem tímidos ainda com o Festival e apenas observavam as bandas. Certo que quem mais estava agitando no público eram os caras da Ladrões de Vinil, parecia que estava no contrato dos caras tocar no festival e animar o público, até o baterista pulava de muletas, uma das cenas impagáveis do Big Bands 2010. Uma pessoa ao meu lado comentou que a banda parecia "um Beirut mais moderno", isso se confirmou com o vocalista caindo na galera, o que me lembrou bastante os shows do Beirut, aquela coisa de interação banda e público.



O fisaco da tarde/noite. A banda Você me Excita - http://www.myspace.com/vocemeexcita -. A banda vinha me impressionando bastante com as suas apresentações e com a gração que está no MySpace, porém não sei o que ocorreu, nervosismo, desorganização, inexperiência ou um misto disso tudo que fez com que os caras cagassem a apresentação deles. Uma excelente oportunidade de mostrar o som que fazem, coisa não muito feita aqui em Salvador, para um público diferente e quase não conseguiam tocar uma música completa, pra piorar pausas exaustivas que deixou o público disperso e fudeu tudo de vez com a quebra das cordas de guitarra. Sinceramente esperava bem mais da apresentação dos caras, na verdade se fizessem o que fazem nos shows do Beco dos Artistas já estava de muito bom grado. Uma coisa boa saiu desta apresentação: "O hype é psicodélico", essa entra pra nossa lista de frases chapadas.



Mais uma banda visitante a Brown Há (Brasília/DF) - http://www.myspace.com/brownha - veio com toda sua animação candanga e um roque que teve horas que lembrou até Raul Seixas, não que isso seja bom. A banda também é boa pra quem gosta de roque dos anos 70, aquela coisa de motoqueiro e talz. Um coisa ficou bem clara pra mim, as bandas de roque de Brasília são bem parecidas, salvo as bandas punx e as hardcorers. Como um bom guitarrista rocker o sacaninha da Brown Há mandou ver nos solinhos, coisa fina mesmo. No conjunto da obra, a banda me deu sono.



Finalizando o primeiro dia de Festival Big Bands 2010 na Praça Pedro Arcanjo a estranha Vendo147 - http://www.myspace.com/vendo147 -. Como não achar estranho dois malucos sentando o braço, frete a frente e batendo no mesmo bumbo? Estranho é, mas é bom demais! De longe a melhor apresentação do dia, tudo perfeitamente encaixado, em sincronia e com uma qualidade sonora que me deixou de boca aberta. Percebi que algumas músicas que saíram no EP de estréia da banda estão com uma roupagem nova, com alguns efeitos de guitarra diferentes, aproveitando que estamos falando das cordas, destaque para o baixista que brinca que nem moleque com aquele baixo Fender (Made in Vibrato kkkkk), tudo refletia no público que se mostrou bem empolgado com a apresentação da Vendo, aplaudindo sempre ao final de cada música e mostrando que em Salvador tem e muito público para música instrumental, que isso de que música instrumental é público seleto é pura merda e especulação, o público de Salvador quer shows de qualidade, seja com bandas instrumentais ou não. Foram executadas algumas faixas novas, que deixaram num gostinho pra um próximo lançamento, espero que não demore muito a sair. No final um medley pra nenhum roqueiro666 botar defeito: Black Sabaath, Led Zepellin, AC/DC, Jimmy Hendrix e Metallica. Quem não bateu cabeça nessa hora é um fuleiro de marca maior.


Ainda não eram 22 horas e já tinha acabado todas as bandas, o show começou no horário, terminou num horário excelente para quem tem carro e quem não tem, perfeito mesmo! Só tenho a parabenizar a organização do festival pela estrutura e organização. Próximo episódio: Domingo de Big Bands!








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cobertura dos melhores momentos do Palco do Rock 2009

Por: Rodrigo Gagliano.


Nesta edição colaborou conosco o Rodrigo Gagliano, membro de várias bandas que foram/são importante para o cenário underground soteropolitano, dentre elas a Charlie Chaplin. O Rodrigo, acompanhou todos os dias do festival PALCO DO ROCK, e teceu suas considerações. DIVIRTAM-SE!

Dia 21/02/09 – Sábado

Primeiro dia. Não curti nenhuma banda. Não é só em relação a estilo, às vezes é algo que não gosto, mas posso ver algo interessante e tal. No máximo na banda grande, mas tinha muito pula-pula, muita braulêra! Na verdade não lembro da banda de Thrash Metal 80´s. Teve ainda, a Pastel de Miolos que tem algumas coisas que gosto, principalmente de coisas mais antigas, como costuma ser comigo.

Dia 22/02/09 – Domingo

Segundo dia. Fui com Íris e Antonio (amigos pessoais do Rodrigo) que queriam ver a primeira banda, Endiometriose. Banda de Feira de Santana, composta por meninas. Tocaram muitos covers em relação a quantidade de músicas próprias.Ponto negativo, pois ficou parecendo q…

Oasis Day 2012 - Salvador

Texto: Ciro Sarno Já há alguns anos vem sendo realizado, no Brasil, o Oasis Day. Em algumas cidades, eventos com programação especial são feitos em homenagem ao grupo, contando com bandas covers e/ou discotecagem, levando os fãs a relembrarem os hits que marcaram épocas.
Na edição deste ano, que ocorreu dia 15 de setembro, Salvador participou pela primeira vez. O evento foi realizado no Groove Bar, melhor casa de rock da cidade, e o anfitrião da noite foi o sempre fantástico Oasis Cover. A apresentação contou com a abertura da banda Blur Cover, fazendo uma combinação inusitada de covers entre os rivais britânicos. Foi uma noite de puro rock, com o melhor que o Oasis tem a oferecer neste aspecto. Com um setlist bem escolhido por Ted Simões, líder e vocalista do grupo anfitrião, o show foi conduzido de maneira dinâmica e com surpresas dignas do que a noite merecia. “Rock’n Roll Star”
A apresentação começou com a música que traduz bem o que é o Oasis, o que significa ser fã da banda e prepar…

Cobertura: Festival Big Bands 2012

Texto: xDudux
Fotos:Quina Cultural, Igor Filgueiras, Mari Martins
No dia 26/10/2012 foi dado o pontapé inicial para mais uma edição do  Festival Big Bands. Na sexta não fui, pois estava torcendo pro glorioso leão e no domingo também não deu pra comparecer já que estava na celebração da décima edição da batalha de rimas Maisum, entretanto não poderia deixar de ir a pelo menos um dia desse tradicional festival e me restou ir no sábado (27/10), onde dentre outras bandas teria a gigante Headhunter D.C., banda local de death metal com prospecção e respeito nacional. Sim por esse show com certeza já teria valido à pena minha ida a Praça Tereza Batista, mas ainda teriam outros atrativos nessa tarde/noite.
A banda de abertura foi a Hessel -http://www.myspace.com/hesselrock - banda instrumental local que seguindo nossa tradição de bandas instrumentais é muito boa! Os caras abusam, sem medo de ser feliz, de efeitos e pedais, dando um resultado final que é uma delícia musical de primeira linha, que …